Viva, caros amigos!

Uma vez decididos visitar a cidade de Lisboa, provavelmente começam a ler sites e blogues sobre Lisboa e enfrentam-se com uma imensidade de informação. E a sorte é nossa quando esta não é contraditória!
Então permitam-me guiar-vos através de sítios de Lisboa e arrumar as vossas ideias sobre como desfrutar da vossa estadia na capital portuguesa.

O melhor de Lisboa, ou os 8 locais incontornáveis na capital:

  • 1. Café “Pastéis de Belém”

    Deliciem-se com um pastel de Belém, especialidade da lendária e antiga confeitaria de Belém, que, já desde 1937, confecciona pastelaria deliciosa. Os proprietários afirmam que o segredo está na qualidade dos ingredientes utilizados, bem como na receita centenária, vinda do Mosteiro dos Jerónimos e guardada religiosamente até aos nossos dias.
    O melhor acompanhamento para o doce, está claro, é uma bica – assim os lisboetas chamam ao seu café expresso.
    O conselho é visitar o café logo de manhã e, a propósito, este abre às 8 horas. É que este espaço é muito famoso e  tem imensa afluência durante o dia, por isso a partir das 11 horas começa-se a encher de gulosos.
    Enquanto estiverem dentro, aproveitem também para dar uma volta pelas salas do café para apreciar os pormenores do seu interior, rico em azulejo típico português.

    Contactos:
    Antiga Confeitaria de Belém
    Endereço: Rua Belém Nº84-92, 1300-085 Lisboa
    Telefone: (+351) 21 363 7423
    Site: http://www.pasteisdebelem.pt/

  • 2. Belém

    Depois do pequeno-almoço no “Pastéis de Belém”, é a altura perfeita para conhecer a zona pitoresca de Belém e a herança que esta guarda. Reúne uns monumentos importantes da capital e duas das Sete Maravilhas de Portugal: o Mosteiro dos Jerónimos e a Torre de Belém. O Padrão dos Descobrimentos também se situa por aqui. Além disso, Belém possui jardins, tão agradáveis para fazer passeios e piqueniques.

  • 3. Miradouros

    O coração de Lisboa, composto por bairros históricos, que se estendem pelas sete (ou mais!) colinas, é necessário, até mesmo obrigatório, apreciar do topo de, pelo menos, uma das suas colinas!

    Recomendo:
    – o Miradouro da Graça – o eléctrico Nº 28 entrega-vos lá!
    – o Miradouro da Nossa Senhora do Monte – um pouco mais acima do Miradouro da Graça e oferece uma vista ainda mais ampla!
    – o Miradouro de São Pedro Alcântara – o elevador da Glória ajuda-vos a chegar lá!

  • 4. Eléctrico amarelo Nº 28

    O antigo eléctrico conhece o coração de Lisboa como ninguém, pois ele, já há mais de um século, percorre os seus cantos mais típicos e charmosos. Para conhecer Lisboa é incontornável fazer uma viagem neste tipo de transporte público! O eléctrico entrega-vos até muitas atracções da capital!

  • 5. Alfama

    Caros amigos, agora que vocês já subiram até ao topo da Colina de São Jorge (também conhecida como a Colina do Castelo), numa viagem divertida de eléctrico, aproveitem para descer a pé pelo bairro de Alfama, que se estende pela vertente sul da colina até ao rio. Deixem-se perder entre as ruelas estreitas, confusas e tão carismáticas deste bairro castiço de Lisboa. Atrás de cada esquina vos espera uma descoberta e nunca se sabe aonde leva a próxima viragem.

  • 6. Jantar com Fado

    Visitar Lisboa e não ir jantar a uma casa de Fado é imperdoável. Aqui fica a dica: marquem uma mesa numa Casa de Fado (em Alfama ou outros bairros históricos) e vão conhecer o que é uma hospitalidade portuguesa num ambiente típico, acompanhada pela comida tradicional, regada com um belo vinho português e, está claro, com a canção de Fado como o prato principal.

    “Atenas produziu a escultura, Roma fez o direito, Paris inventou a revolução, a Alemanha achou o misticismo. Lisboa que criou?
    O Fado.” afirma o escritor português, Eça de Queirós.

  • 7. Vinhos e licores

    Nas terras lusitanas produzem óptimos vinhos e licores que mecerem a vossa atenção.
    Degustem os vinhos e licores portugueses: a “ginjinha” (licor de ginja), o vinho do Porto, o vinho verde são apenas alguns exemplos. A restauração lisboeta oferece uma imensa variedade de petiscos para acompanhar bebidas – desde queijos regionais e enchidos assados até saladinhas frias ou conservas nacionais. Bom proveito!

  • 8. Bairro alto à noite

    Gosta de sair à noite? Então venha visitar o Bairro Alto, o bairro que dorme durante o dia e acorda com o por do sol para dar vida a uma imensidão de pequenos bares, antigos restaurantes, inclusive casa de fado, cafés sofisticados, lojas trendy e muito mais. Divirtam-se no Bairro Alto!